O Domingo de Ramos abre solenemente a Semana Santa

                 
                  



O Domingo de Ramos abre solenemente a Semana Santa, com a lembrança das Palmas e da paixão, da entrada de Jesus em Jerusalém e a liturgia da palavra que evoca a Paixão do Senhor no Evangelho de São Lucas.
O Filho de Deus sabia das consequências de Sua missão, sabia que havia incomodado e sabia que iria ser entregue, e morto. Esse era o procedimento normal de sua época: eliminar aqueles que incomodavam a ordem estabelecida!

A entrada em Jerusalém choca pela contradição: O povo não se conteve: O aclama como Rei, mas um Rei que se apresenta simplesmente, montado em um jumentinho – "o símbolo da humildade", que é saudado com ramos de palmeiras, tirados das árvores do caminho... Crianças, jovens e adultos estendiam seus mantos pelo caminho. Cortavam ramos de palmeira e saíam ao seu encontro, gritando: "Louvor a Deus! Deus abençoe o que vem em nome do Senhor!".O povo que o saúda, porém, reconhece: Ele é Bendito, porque veio em nome do Senhor!
A manifestação em torno de Jesus não foi organizada por seus discípulos, mas é o povo que espontaneamente, ao vê-Lo entrar na cidade, reconhece que o Mestre é o Filho de Deus, aquele que vem em Seu próprio nome.
O Senhor nos exorta a clamarmos a plenos pulmões o Seu nome. Com toda nossa força. Devemos proclamar ao mundo que o Senhor é Rei. Bendito é o que vem em nome do Senhor.
Porque os fariseus queriam que os discípulos se calassem, e não a multidão. Porque a multidão é fácil de ser dobrada, como de fato foi, mas os verdadeiros discípulos do Senhor não. Porque eles caminham pela fé. E é difícil falar com alguém que tem fé...

- Pesquisado no Google -













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer, cada minuto, cada lugar, cada sorriso, cada olhar....
Lembre-se... O olhar é a vitrine da alma....
Que bom ler seu comentário...